Seja bem-vindo ª

Seja bem-vindo ª

LIBERALIDADE É ADORAÇÃO ACEITAVEL

Liberalidade é adoração aceitável.
Por Euler Souza

Texto base:

E, estando ele em Betânia, assentado à mesa, em casa de Simão, o leproso, veio uma mulher, que trazia um vaso de alabastro, com ungüento de nardo puro, de muito preço, e quebrando o vaso, lho derramou sobre a cabeça.
Marcos 14:3

Alabastron (ἀλάβαστρον) mirú nardú - foi um tipo de cerâmica usada na antiguidade para armazenar óleo e perfume. Originalmente para o seu fabrico era utilizado o alabastro-ônix, mas não se sabe, entretanto, se é o vaso que empresta o nome ao mineral ou vice-versa. Também são encontrados exemplares de pedra e terracota com fundo branco e figuras negras. Outros materiais utilizados são o vidro e metais precisos como o ouro. Usualmente não possuía asas, mas existem algumas peças com pequenas alças para facilitar o manuseio.
A primeira menção conhecida a estes "frascos de essências" vem de Heródoto, na obra Histórias, que cita o alabastro como um dos presentes enviados por Cambises ao rei da Etiópia. Passada a sua época, a palavra ocorria tanto entre os escritores gregos quanto entre romanos.
 Tipos de alabastro
Há três tipos clássicos de alabastro:
Bulbo coríntio, com tamanho aproximado de oito a dez centímetros; comum em toda a Grécia. Surgiu em meados do século VII a.C.
Tipo alongado e pontiagudo, comum na Grécia oriental e nas cerâmicas etruscas e ítalo-coríntias.
Tipo ático, com tamanho aproximado de dez a vinte centímetros, base circular e, ocasionalmente, com duas pequenas alças. Comum a partir do final do século VI a.C. até o início do séc. IV a.C.
Exemplos de alabastros de vidro opaco aparecem no Egito (1000 a.C.), Assíria (600 a.C.), Síria e Palestina (séc. II a.C.).

Introdução –

A hora da crucificação já estava próxima, apenas 6 dias separam o Cristo de nossa cruz, sim queridos nossa cruz, ele tomou sobre si o que era nosso, nosso pecado por consequente nossa morte, nesse momento já à uma trama contra a vida do cordeiro Jesus (Mc 14.1e2), penso que o momento já esta conturbado o traidor esta prestes a marcar seu nome na história em troca de  miseras moedas. Ainda não estar o ápice do getsêmane em Jesus mais é provável que já sentia-se ele que o momento mais duro porem mais sublime estava próximo, o momento da cruz e o cordeiro.
Mais no meio da crise uma mulher também coloca seu nome na história ela consegue comover Jesus e alegrar o coração do Galileu e atrair a ela a atenção dele.
Que mulher era essa?
Lucas 7.39 “Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora.”

Sim você não esta louco, ela era uma pecadora, pela forma da escrita suplicitada era discriminada pelo fariseu, assim também é provável que pela sociedade fosse discriminada assim ninguém a receberia em casas, mais aquela mulher estava determinada em dar seu melhor para Jesus ela é ousada ao entrar em casa de um fariseu.

O que ela fez?

Aquele vazo era valiosíssimo no que diz respeito a valor financeiro, o seu preço poderia variar entre $30 á $130 mil dólares, isso porquê o valor se daria pelo tipo de vazo e especialmente o perfume nele armazenado.
Sim você não esta louco, sim ela quebrou esse vazo, sim os discípulos e todos que ali estavam também acharam loucura a atitude daquela mulher menos Jesus, ele recebeu como adoração suave e sacrifício agradável e aprazível (Filipenses 4:18).
Naquele momento ela ofereceu adoração e apresentou uma oferta de valor em todos os sentidos a Jesus, lembremo-nos da viúva, que ele certa vez observou, essa ofertou moedas mais era tudo que ela tinha, ora, se essa viúva também tivesse uma oferta de $130 mil dólares ela também o daria, porquê também não dizer os presentes dos 3 reis magos à Jesus, aqueles presentes eram valiosos também em todos os sentidos ou seja o ouro, incenso e mirra era uma oferta ao rei que acabara de nascer, e alguns teólogos vão dizer __“ È provável que aquela oferta sustentou José, Maria e o então menino Jesus no Egito, quando fugiram da perseguição de Erodes” . Aquela mulher adorou com seu melhor. -LIBERALIDADE É ADORAÇÃO ACEITAVEL-.

O que os outros pensam?

Vamos analisar primeiro quem nessa historia são os outros.
1º SIMÃO—(Mc 14.3)
Era leproso, Lucas o relata como fariseu.
Pressuponho que este queria uma cura de Jesus por isso o convidou a entrar em sua casa, é provável que se não estivesse leproso ele nem o teria convidado e sim o questionado e o perseguido como era costumes dos fariseus fazer.
Vê-se esta caracteriza de acusador e perseguidor no intimo do Simão em questão quando ele faz um relatar dessa mulher no evangelho de Lc 7.39 “Quando isto viu o fariseu que o tinha convidado, falava consigo, dizendo: Se este fora profeta, bem saberia quem e qual é a mulher que lhe tocou, pois é uma pecadora.”
Às vezes como este fariseu temos o costume de dizer e apontar quem é merecedor da benção ou do juízo de Deus e outras vezes queremos ser doutores em Deus e apontar sem parâmetros bíblicos o que agrada ou não agrada a Deus usando os costume denominacionais ou usos e costumes da igreja local isso sem parâmetros bíblicos, te pergunto isso não parece DOGMA?
Às vezes os DOGMAS evangélicos não nos permitem a respirar a essência do primeiro amor cristão onde estamos dispostos a tudo para atrair a atenção do mestre e por conseqüente o seu favor!
Jesus fez questão em mostrar a diferença do adorador à, ou melhor, dizendo a adoradora, diferença essa da atitude extravagante dessa com a atitude do fariseu.
Lucas 7.40-50 “E respondendo, Jesus disse-lhe: Simão, uma coisa tenho a dizer-te. E ele disse: Dize-a, Mestre.
Um certo credor tinha dois devedores: um devia-lhe quinhentos dinheiros, e outro cinqüenta.
E, não tendo eles com que pagar, perdoou-lhes a ambos. Dize, pois, qual deles o amará mais?
E Simão, respondendo, disse: Tenho para mim que é aquele a quem mais perdoou. E ele lhe disse: Julgaste bem.
E, voltando-se para a mulher, disse a Simão: Vês tu esta mulher? Entrei em tua casa, e não me deste água para os pés; mas esta regou-me os pés com lágrimas, e mos enxugou com os seus cabelos.
Não me deste ósculo, mas esta, desde que entrou, não tem cessado de me beijar os pés.
Não me ungiste a cabeça com óleo, mas esta ungiu-me os pés com ungüento.
Por isso te digo que os seus muitos pecados lhe são perdoados, porque muito amou; mas aquele a quem pouco é perdoado pouco ama.
E disse-lhe a ela: Os teus pecados te são perdoados.
E os que estavam à mesa começaram a dizer entre si: Quem é este, que até perdoa pecados?
E disse à mulher: A tua fé te salvou; vai-te em paz.”

Kkkkkkk, o fariseu Simão não compreendeu que se humilhasse ele teria recebido a cura e principalmente o perdão dos seus próprios pecados que não via, mas o que via era os pecados da mulher, Jesus certa vez disse aos escribas em Mt 9 disse: “Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra autoridade para perdoar pecados (disse então ao paralítico): Levanta-te, toma a tua cama, e vai para tua casa.
E, levantando-se, foi para sua casa.
E a multidão, vendo isto, maravilhou-se, e glorificou a Deus, que dera tal poder aos homens.”
Aqui o paralitico tem os pecados perdoados e também é curado, Jesus tem o poder de curar e perdoar.
Voltando a mulher pecadora (ou melhor, adoradora) e o fariseu bom da boca (ou melhor, acusador e caluniador).

Ele não teve a capacidade de dar um beijo (osculo) em Jesus.
Ela não cessava de beijar os pés de Jesus
Ele não ofereceu um bocado d’água, para lavar os pés de Jesus.
Ela não hesitou em ofertar um perfume caríssimo para ungir, lavar e ainda com os cabelos, a saber, com o seu próprio rosto próximo aos pés de Jesus, para lhe enxugar estes pés.
Jesus perguntou a Simão “a quem mais perdoou?”
E ele responde muito bem, dizendo: “aquém mais amou”.
Ou seja, aquela mulher tanto amou a Jesus que o reverenciou e por conseqüente adorou como rei o dando algo valiosíssimo em todos os aspectos, “SOMENTE O AMOR É DEVERAS GENEROSO”.
Ou seja, quem adora com amor às vezes toma atitudes extravagantes.
Cuidado ao criticar alguém que faz algo a Deus que você nunca teve coragem de fazer.

2º OS CRÍTICOS DE PLANTÃO—(Mc 14.4)
O texto não relata a presença dos discípulos, porém é provável a participação destes no presente momento, por conta do versículo 10 que vem nos trazer à idéia que Judas o traidor foi ter com os principais dos sacerdotes pós o advento da adoração extravagante dessa mulher.
Os que ali estavam se indignaram diz o texto sagrado, julgaram a atitude da mulher de ofertar, ou melhor, vou usar o texto original que diz que ela quebrou o vazo caríssimo para lavar e ungir os pés do mestre, eles que ali estavam julgaram um desperdício.
Por quê é a pergunta?
È possível que por motivo de usura queriam para eles próprios aquele vazo com perfume caro.
É possível que a maré já não estivesse boa para os discípulos tendo em vista que já havia rumores contra Jesus e queriam vender aquele vazo para ajudar no momento difícil que possivelmente estavam enfrentando.
Mas também é possível que realmente se interessassem com os pobres e queriam ajudá-los, o que seria menos provável pela fala de Jesus no versículo 6 “  Deixai-a, por que a molestais? Ela fez-me boa obra.”
Significado de Molestar
Atacar, afetar (falando-se de moléstia ou doença).
Importunar, incomodar, enfadar.
Desgostar.
Ofender.
Mostrar-se magoado, sentido.

Jesus não queria que ela a pecadora fosse incomodada ou importunada no ato de render o melhor a ele, ele não queria que a ofendessem por conta do seu nobre ato.
Ele disse que lhe havia feito boa obra.
Não foi uma ofertinha de todos os dias, corriqueira como nós costumamos fazer, não foi uma oferta ou uma atitude de todo mundo, ou seja o que todo mundo faz, pelo o contrário a oferta daquela mulher bem como a sua atitude chamou a atenção de Jesus 6 dias antes de sua crucificação porquê aquela mulher pecadora tomou uma atitude incomum diante de Jesus, os seus discípulos nunca haviam feito algo parecido, naquele momento Jesus recebeu a adoração e a oferta daquela mulher sabe porquê LIBERALIDADE É ADORAÇÃO ACEITAVEL.
Ninguém a pediu ou a obrigou foi um ato totalmente voluntario.
Às vezes a oferta que damos a Deus quando a entregamos em uma igreja, é o mesmo valor que damos a um mendigo na rua isto no sentido de valor e também no sentido do coração, ou seja, sem dar o devido valor o ato de ofertar, adorar ao Deus que tudo nos deu para cuidar e administrar o salmista disse: Salmos 87:7 b “todas as minhas fontes estão em ti.”
A mulher ofertou o equivalente a 300 denários o texto ira dizer: Marcos 14:5 “trezentos dinheiros”. Isso equivalia a 1 ano de serviço de forçado um homem, realmente ela mexeu também com ego dos demais porquê diz o texto que bramavam contra ela.
Logo uma pecadora, logo uma mulher que em meio a uma cultura machista a mulher valia menos que um cavalo, alguns rabinos da época chegavam a debater teologicamente se a mulher tinha alma.
Se hoje dir-se-ia: “Tinha que ser mulher mesmo pra gastar tanto dinheiro atôa”
Os críticos queriam legislar sobre aquilo que não os pertencia. Você já ouviu alguém dizer: “Por quê aquele pastor ou líder fulano de tal não vendi seu carro, avião, casa e dá aos pobres?” eu me pergunto porquê quem assim diz não vendeu seu carro sua casa e doou primeiro aos pobres antes de cobrar tal atitude de um pastor padre e etc...?
È porquê existem pessoas que querem legislar sobre o que não os pertencem, naquela ora não era momento de ajudar os pobres mas era o momento de adorar e ofertar a Jesus.
Ele mesmo disse: Marcos 14:7 “Porque sempre tendes os pobres convosco, e podeis fazer-lhes bem, quando quiserdes; mas a mim nem sempre me tendes.”
A tempo de ofertar em missões, construções, órfãos, viúvas, a pastores e em ministério de pregação e evangelismo em TV e rádio, sim a tempo para todas as coisas debaixo do céu Eclesiastes 3 assim o diz.
Ajudar os pobres e necios é o dever de todo cristão não apenas do pastor mais de todo aquele que diz ser de lavado e remido pelo sangue do cordeiro.
Isso quer dizer que ao ofertar a obra de Deus em geral (pastor, igreja, pessoas do corpo de Cristo em profunda necessidade), façais com amor.
O amor daquela mulher levou-a a ter uma atitude de doação total, ela deu tudo, amor, reverencia adoração, finanças, ela deu a profundidade do seu ser a Jesus.
Ela deu tudo e a bíblia diz que tudo que o homem plantar isto também ceifara, a bíblia disse também o relato de Jesus a respeito dela:

Marcos 14:8-9 “Esta fez o que podia; antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura.
Em verdade vos digo que, em todas as partes do mundo onde este evangelho for pregado, também o que ela fez será contado para sua memória.”


Ela obteve perdão e ainda marcou o seu nome na história e essa também foi contada nesse Blog.

A palavra de Cristo se cumpre também hoje e lembre-se
                                     
    O que os críticos daquela mulher desprezavam, JESUS apreciava! 

                                             LIBERALIDADE É ADORAÇÃO ACEITAVEL.
Share on Google Plus

About Pastor Euller Souza

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.
    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário